quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

O VASO DE BARRO


"Temos, porém, esse tesouro em vasos de barro, para a excelência do poder seja de Deus e não de nós."
Em sua carta aos corintios, o apóstolo Paulo se opõe a algo comum nos dias de hoje: os "Profissionais do Evangelho". Ele se coloca como um vaso de barro que guarda um precioso conteúdo que é Jesus Cristo, também presente em nossas vidas.
Eis algumas características do verdadeiro vaso:
a)- Reconhece suas fragilidades (Is 6.5): diante do Poder de Deus, o vaso se coloca em seu lugar e mostra que é dependente única e exclusivamentede Deus e de sua infinita graça.
b)- Útil para o Senhor (2Tm 2.11): todos os dias está disposto a servir na Casa de Deus, exercendo com amor as atividades que lhe são confiadas.
c)- Supera os sofrimentos (2Tm2.1-3): sempre confiante no poder do Senhor, encontra forças para superar os obstáculos da vida.
d)- Cheio do Espírito Santo (Ef 5.18): a vida do crente cheio do Espírito Santo demonstra sua comunhão com Deus, refletida em sua vida.
e)- Anuncia as Boas Novas (Is 6.8): como portador do Evangelho da Salvação, está sempre pronto para divulgar as Boas Novas, a salvação eterna através da morte expiatória de Cristo Jesus.
f)- Guarda em seu interior um tesouro (Jr 15.16): o maior de todos os tesouros está guardado em seu coração, que é a Palavra de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
g)- Conhecido por seus bons frutos (Mt 7.17-20): seus atos, seu modo de viver e agir o diferenciam dos incrédulos, sendo um exemplo de vida.
Enfim, o verdadeiro Vaso do Senhor não é aquele adornado de ouro e cristal, mas pobre em conteúdo e vazio em seu interior.
O verdadeiro Vaso é aquele que, na sua simplicidade, exalta o único que é digno de todo ouvor, toda honra e toda glória: Jesus Cristo, que morreu na cruz para remissão de nossos pecados.


Texto baseado na lição da Escola Bíblica Dominical, 1º Trimestre 2.010 Lição 5 página 37 Revista Mestre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

;